Mudança

By Marina Cruvinel Lacerda - 3/12/2018

M3T - Mudança
Foto: Danielle Noce

Eu nem consegui terminar de montar meu apartamento e já estou me mudando novamente. Pois é, as vezes a nossa vida toma alguns rumos inesperados, e que por mais que você resista, uma hora a vida cobra (senta que lá vem conversa)!!!

Para quem não sabe sou mineira e há oito anos estava morando no litoral paulista. Faz algum tempo que a vida me cobrava uma mudança e eu por apego à um lugar, uma rotina, resistia. Porém quando a vida guarda algo para você é inevitável lutar contra. Começou com pequenos avisos que foram tomando proporções muito grandes para que eu acordasse e parasse de insistir.

Eu sempre gostei de Santos (cidade), onde me formei e morei por praticamente oito anos, porém, como toda cidade, tem seus lados negativos. O ramo que me formei é muito fechado nesta cidade, uma verdadeira panelinha, e com a crise muita coisa se agravou. Meu marido é do mesmo ramo que eu, o que só piorou a situação. Tive que trabalhar com algo que não gosto e que eu não considero muito a minha área profissional. 

Acontece que fui trabalhando cada vez mais e ganhando cada vez menos com a crise. Já não tinha lazer, por falta de dinheiro e de tempo (meu trabalho me tomava quase todo o meu tempo). O pouco tempo que tinha era para fazer os afazeres de casa, sempre com a ajuda do meu marido. Até que chegou um momento em que mal pagávamos as contas mais básicas. E aí não teve como, tivemos que ouvir o que a vida estava dizendo para nós, e nos mudamos.

M3T - Mudança
Foto: Quebre Seus Limites

Voltei para Minas e ainda não estou no meu cantinho... Mas, uma coisa de cada vez.

É engraçado como nos apegamos a quase tudo, coisas grandes ou pequenas, e deixamos isso nos afetar de tal maneira... Estava infeliz comigo mesma, com meu trabalho. Estava tão descontente que comecei a me anular. Toda a minha vaidade, meu cuidado e carinho comigo mesma já não existia, e ainda assim queria ficar na cidade que estava. Queria poder mudar o destino e tirar só as coisas ruins e manter o resto, mas a vida não é como desejamos, não temos esse poder.

Enfim, joguei tudo pro alto (não eram grandes coisas, mas era o que tinha conquistado) e meu marido também, e viemos com uma esperança de um lugar ao sol.

Tem uma semana que estou aqui na minha terra, de novo, sem meu canto (só meu do meu marido), e vou te dizer... Não é fácil! Sinto falta de muita coisa, de ficar de bobeira na minha casa com meu marido, de arrumar a minha casa, de ter o meu sossego, e as pequenas referências que criamos onde estávamos.

Estou aqui rezando e torcendo para que as coisas melhorem daqui em diante. Uma certeza é pertinente: do jeito que estava não dava mais.

Então o meu conselho para você é: ouça a voz do seu coração, não fique presa a pequenos detalhes (porque na maioria das vezes, são pequenos, apenas não enxergamos isso), e quando esse momento chegar não tenha medo de mudar

Beijos e inté.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários